block

O Agito Brasil está presente em 44 cidades no Brasil. Confira!

Eva e Chiclete deixam saudade na noite de despedida do Carnabeirão 2011 - Agito Ribeirão

Login
Entrar com sua conta no Agito
  1.  
  2.  
ou recuperar senha

Por que logar? Logado você pode participar de promoções, fazer comentários, compartilhar, recomendar, participar do Agito Live e muito mais.

Não é cadastrado? Cadastre-se!

Login

Para vincular sua conta da rede social você precisar ter o cadastro no Agito!

Mostrar a minha foto do perfil da rede social?
  1. Receber boletins me informando sobre os principais eventos da região.

Eva e Chiclete deixam saudade na noite de despedida do Carnabeirão 2011

Trios elétricos agitaram a noite

18 de Abril de 2011


Agito Brasil
Thaisa Figueiredo
Fotos: Érico Andrade


A terceira e última noite do Carnabeirão 2011 começou no domingo (17) já em clima de despedida. Mas enquanto o momento de dizer adeus a edição de 15 anos da festa não chegava, o público queria mesmo era aproveitar e balançar ao som do axé. A missão de embalar os foliões foi dada a ninguém menos que Saulo Fernandes e sua nave Eva e a Bell Marques no comando de seu Chiclete com Banana. Para os mais ecléticos, a noite contou também com os sertanejos Ricardo e João Fernando.



Veja mais: Clique e confira a galeria de
fotos dos shows e da galera no Carnabeirão

Veja também tudo o que rolou nas noites de
sexta e de sábado

Aquela preguiça rotineira das noites de domingo nem sequer se aproximou do Parque Permanente de Exposições em Ribeirão Preto, tamanha era a disposição dos foliões. Para o advogado João Fábio Serqueira, de 30 anos, a última noite da micareta é sempre a mais animada. “Há quatro anos eu participo do Carnabeirão. Acho que o domingo é a melhor noite da festa. Saio daqui feliz e com mais alegria para enfrentar a semana”, disse.

Chiclete, oba, oba

Passava das 20h, quando Bell Marques apareceu a bordo de seu trio Rex Sydome para reunir os foliões do bloco Nana Banana. O vocalista agradeceu a participação do público no show da noite anterior. “Ontem foi demais. A noite estava linda e hoje vamos precisar aproveitar com toda a energia, já que estamos na última noite de folia. Gás total, galera”, afirmou emendando o sucesso “Meu coração voou”.




















Embalados, os chicleteiros correram atrás do trio ao som de “Sonífera ilha”, “Cabelo raspadinho”, “Meu cabelo duro é assim”, “No balanço do Chiclete”.

Muito próximo dos camarotes, Bell brincou o tempo todo com os foliões que curtiam a festa em espaços privados e se divertiu lendo os cartazes e agradecendo o carinho dos fãs, já que a banda possui fieis seguidores em Ribeirão Preto. No chão, muita gente carregava bandeiras da banda e da Bahia, alem de cartazes excêntricos, fazendo a alegria do circuito.

“Vamos levar muita saudade de vocês. Estamos muito felizes com essa participação no Carnabeirão e para o ano que vem esperamos mais. As duas noites foram fantásticas”, afirmou o cantor, que seguiu com o trio desfiando hits como “Banana real”, “Voa voa” e “Eu quero esse amor”.

Para as amigas Camila Bueno, de 19 anos, e Mariana Abreu, de 21 anos, o Chiclete é a melhor banda de axé do Brasil. “Vir ao Carnabeirão e não correr atrás do trio do Nana não tem emoção. É aqui que a gente se diverte e canta até perder a voz. O Chiclete é a maior banda de axé do país”, diz Mariana.

Nave Eva

Não há como não se render ao som do show do Eva. A harmonia da música e o clima envolvente proporcionado por Saulo Fernandes faz o público vibrar por horas intermináveis de alegria. O casamento entre o baiano e sua banda é tão impecável que a química rola solta no palco. Essa sintonia pode ser notada em momentos específicos. Como na hora em que o público puxou o refrão de “Adocica”, de Beto Barbosa. Mesmo sem fazer parte do repertório e sem saber a letra da música, Saulo fez questão de acompanhar o coro e sua banda o seguiu na batida.




















No sábado (17), a Banda Eva esteve no Axé Brasil, o maior festival de axé do planeta, em Belo Horizonte e aproveitou para interpretar “Circulou”, música que faz parte do novo disco do grupo que deve ser lançado no segundo semestre. Em Ribeirão, o cantor repetiu a dose e o hit parece ter sido aprovado pelo público. Em entrevista ao Agito Brasil, Saulo comentou sobre o novo trabalho. “O novo álbum é uma sequencia de ‘Lugar da Alegria’. Foram compostas entre 30 e 40 canções e por isso decidimos fazer um disco duplo, que vai se chamar CNRT. Uma parte quer dizer ‘Conexão na Boa’ e a outra ‘Rede e Tambor’. As músicas serão disponibilizadas na web, assim como suas construções. Esse registro é muito importante para nós, mas principalmente o fato das pessoas terem acesso ao trabalho”, disse Saulo.

No Carnaval da Bahia desse ano, Saulo Fernandes conquistou os prêmios de melhor cantor e melhor puxador de trio pelo Troféu Dodô e Osmar, o Oscar da folia. Mas ele afirma que nada disso seria possível se o trabalho do Eva não fosse um conjunto muito bem estruturado. “Os prêmios abraçam a sua performance durante o Carnaval. Como nós somos um grupo, nós fizemos uma ‘parada massa’, nos emocionamos, a galera respondeu e aí vieram os prêmios”, afirmou.



Com relação a Ribeirão Preto, cidade por onde o Eva passa todos os anos com shows marcantes, Saulo é enfático. “Adoro Ribeirão Preto de peito aberto mesmo. Foi em Ribeirão Preto que fizemos o nosso primeiro grande carnaval com essa formação atual da banda, após a saída de Emanuelle Araújo. A galera nos abraçou como se dissesse: ‘Podem vir que vai acontecer’. Eu nunca vou me esquecer disso. Todos os nossos shows aqui são emocionantes. Nossa grande música do Carnaval 2011 foi “Agradecer” e ela começou a ser descoberta aqui em Ribeirão. Fizemos a música em uma semana, a tocamos na cidade e a galera fez com ela virasse um hit. Só aí acreditamos na música. A cidade é fundamental e é como se estivéssemos em casa”, finalizou.

Já no comando do trio Demolidor 3, Saulo Fernandes emendou hits consagrados como “Sorria você está na Bahia”, “We are Carnaval”, “Não precisa mudar”, “Bota pra ferver”, “Eva”, “Nosso amor é lindo”, “Não me conte seus problemas”, “Toda linda”. Não faltaram músicas da Timbalada, a novata “Circulou”, que parece ter caído na graça dos foliões, e “Agradecer”, encerrando mais uma edição do Carnabeirão 2011.

Comentários
 Não Existem Mensagens

Deixe um Comentário

Para enviar uma mensagem, você precisa estar cadastrado

Faça o . Ainda não é membro? Cadastre-se

As mensagens serão liberadas em alguns instantes, após revisão de nossos editores.